sábado, 14 de março de 2009

Elogio Do Bem.

Hoje eu estava procurando uns livros didáticos velhos, para emprestar ou dar a uma das estagiárias lá da escola que faz pedagogia, e pegando uns colchões infláveis para o meu paipai, que vai viajar. Qual não foi a minha surpresa ao me deparar com meu livro de Moral e Cívica...é, aquilo que era obrigatória até uns 15 anos atrás! Ele é daquele tipo que tem exercícios para serem respondidos, e tal, e foi utilizado quando eu estava na sétima série...[direto do túnel do tempo] Minha letra era um ultraje à caligrafia, mas melhorei , graças a muitos cadernos para caligrafia.

Bem, nele é que comecei a ler frases famosas de autores, pensadores, etc... Ele, no final de cada página, trazia um destes pensamentos, por exemplo: "A Consciencia é o melhor livro de moral , é aquele que mais se deve acreditar (Pascal). Peguei este aleatório, na página 19.

Quanta saudade, quando leio pequenas anotações que nada tinham a ver com aulas e matérias!
Saudades daquela época, quando tudo era escola e brinquedos...ow...

De qualquer forma, estes dias eu tava pensando mesmo no texto que vou passar para cá, na postagem de hoje. "Elogio do Bem"...

Por que vou postar isso?

Porque estou cansada da inveja manchada de prazer que ouço e vejo por aí [aí = interjeição para não dizer onde, nem expor ninguém, não me convém, não me é lícito], porque estou muito cansada de ter que observar meu pé de manga secar, meus gatos morrerem, e vizinhos adoecerem...Só isso. Ah, e cansada de esperar pelo que não há pra mim, e porque não quero nunca deixar de tentar plantar, e colher bons frutos, apesar de tudo.

Elogio do Bem

Amigo, faze o bem: este prazer dispensa
a maior recompensa.

- Aqueles frutos saborosos
que o teu vizinho colhe, às vezes, a cantar,
custaram , com certeza, os trabalhos penosos
de alguém que já sabia que nunca,
em sua vida, os colheria...

Mas nem por isso mesmo os deixou de plantar.

(Cleomenes Campos)



....

2 comentários:

gazstao disse...

:)

gazstao disse...

moral...

é longo o devaneio,
o erro, o pecado e o desejo...
a própria vontade de preencher o vazio, mesmo que a caro preço...