Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

Stand By Me ...

Imagem
É bem por aqui, mesmo...quem há de saber?
Não se pede muito, apenas que se esteja ao lado...

Ah, Cecília...

... cujos poemas quase sempre refletem meu interior, sem usar levianamente as palavras.

Hoje ouvi uma palavra muito interessante, de um homem abençoado: é necessário saber usar as palavras e de certa forma, deixá-las no ponto certo, sem ultrapassar limites impostos ou abster-se dos mesmos, ignorando-as.

O que me deixa feliz de verdade, e que explode em cores na minha imaginação, é que sei que, dia a dia, sou transformada por aquilo e aqueles que me fazem bem, e mesmo dentro da tensa e escorregadia dúvida, fica a certeza de que serei melhor do que fui ontem.

Deparei-me com 'Canção Excêntrica', e ainda é o mesmo sentimento de anos atrás, quando o li pela primeira vez. Identificação completa, minha prancheta de desenho que o diga... existe frase dele por todo lado!

Ando à procura de espaço... para o desenho da vida. Em números me embaraço e perco sempre a medida... Se penso encontrar saída, em vez de abrir um compasso, projeto-me num abraço e gero uma despedida.
Se volto sobre o meu passo…