sábado, 14 de março de 2009

Elogio Do Bem.

Hoje eu estava procurando uns livros didáticos velhos, para emprestar ou dar a uma das estagiárias lá da escola que faz pedagogia, e pegando uns colchões infláveis para o meu paipai, que vai viajar. Qual não foi a minha surpresa ao me deparar com meu livro de Moral e Cívica...é, aquilo que era obrigatória até uns 15 anos atrás! Ele é daquele tipo que tem exercícios para serem respondidos, e tal, e foi utilizado quando eu estava na sétima série...[direto do túnel do tempo] Minha letra era um ultraje à caligrafia, mas melhorei , graças a muitos cadernos para caligrafia.

Bem, nele é que comecei a ler frases famosas de autores, pensadores, etc... Ele, no final de cada página, trazia um destes pensamentos, por exemplo: "A Consciencia é o melhor livro de moral , é aquele que mais se deve acreditar (Pascal). Peguei este aleatório, na página 19.

Quanta saudade, quando leio pequenas anotações que nada tinham a ver com aulas e matérias!
Saudades daquela época, quando tudo era escola e brinquedos...ow...

De qualquer forma, estes dias eu tava pensando mesmo no texto que vou passar para cá, na postagem de hoje. "Elogio do Bem"...

Por que vou postar isso?

Porque estou cansada da inveja manchada de prazer que ouço e vejo por aí [aí = interjeição para não dizer onde, nem expor ninguém, não me convém, não me é lícito], porque estou muito cansada de ter que observar meu pé de manga secar, meus gatos morrerem, e vizinhos adoecerem...Só isso. Ah, e cansada de esperar pelo que não há pra mim, e porque não quero nunca deixar de tentar plantar, e colher bons frutos, apesar de tudo.

Elogio do Bem

Amigo, faze o bem: este prazer dispensa
a maior recompensa.

- Aqueles frutos saborosos
que o teu vizinho colhe, às vezes, a cantar,
custaram , com certeza, os trabalhos penosos
de alguém que já sabia que nunca,
em sua vida, os colheria...

Mas nem por isso mesmo os deixou de plantar.

(Cleomenes Campos)



....

quarta-feira, 4 de março de 2009

Nada

Questiono-me como é o Nada, o Caos...

E é nestas horas que penso que deve ser como a minha rede de conexões neurais neste exato momento: um amontoado de fios desconectados, tentando achar a correta junção para julgar minhas ações...

Ser certinha demais não ajuda nestas horas confusas, e fico preocupada com o que Deus está vendo dentro do ninho de passarinho assustado que está isso aqui.


Quem disse que o proibido era mais gostoso era um pecador nato, assim como eu sou neste momento.


Só queria dizer que nada importava, e tudo ficaria muito bem, obrigada.


Mas não...!


Tem gente que se arrepende do que faz, e eu do que não faço.

Por pura hipocrisia, porque no interior do meu 'nobre' coração já fiz há muito tempo, e não há nada que me impeça de ser feliz dentro dele.

Oxe, eu to com raiva de mim!


Raiva de você, e da situação estranha em que meu pequeno universo se encontra...


Então, é o Caos, porque tem tempo que não vejo nada pior que isso, que esta falta maldita e sofrida, e ao mesmo tempo necessária e propícia.


O calor
do tempo não ajuda.
Queria poder parar isso...
Queria não ter tido contato com isso.
Queria ter tido coragem.
Queria ter...
você.
Minha própria maçã.

*.*.*.*.*.*.**.**.*.*.*.*..**.*.*.*.*.*

The world was on fire
O mundo estava pegando fogo
No one could save me but you.
Ninguém poderia me salvar, exceto você
Strange what desire will make foolish people do
Estranho o que o desejo faz as pessoas tolas fazerem
I never dreamed that I'd meet somebody like you
Eu nunca sonhei que conheceria alguém como você
And I never dreamed that I'd lose somebody like you
E nunca sonhei que eu perderia alguém como você
What a wicked game you play
Que jogo perverso você joga
to make me feel this way
para fazer-me sentir assim!
What a wicked thing to do
Que coisa perversa de se fazer
to let me dream of you
deixar-me sonhar com você
What a wicked thing to say
Que coisa perversa de dizer!
You never felt this way
Que você nunca se sentiu assim.
And I don't wanna fall in love with you
Não, eu não quero me apaixonar por você