Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2008

Sobre a morte

Imagem
A morte nos sobrevém como ladrão. Sempre dizemos que estamos preparados [ou não], mas, no fundo, nossas emoções primárias sobem à nossa cabeça: somos quase egoístas. Não queremos nos desprender daquilo que nos foi concedido pro um determinado tempo. Agarramo-nos aquilo como se fosse necessário à nossa sobrevivência, quando, de fato, todas as coisas que nos são essenciais nesta vida, foi-nos dado no momento em que tomamos nossa primeira respiração neste mundo.
Tudo o que precisamos...
Então, crescemos, desenvolvemos nossas afeições e nos apegamos. Ah, o apego... O amor, a ternura, o sentimento de ser amado e de amar, carinho, cuidado, raiva, aborrecimento, perdão... Emoções e atitudes que nos conectam uns com os outros e com o mundo que nos rodeia. E a partir daí, não somos mais só nós, solitários e desconectados. Somos nós e aqueles que amamos e que nos amam. Aqueles que nos mantém em movimento. Que nos fazem querer mais de tudo, o melhor de tudo. Que nos fazem ir ao céu, e algumas veze…