quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Escolhas

Se a mulher que hoje é minha mãe não tivesse aceitado o convite de outra, que hoje é minha tia, talvez jamais tivesse conhecido o homem que veio a ser meu pai... Caso papai não tivesse se casado com mamãe, eu não teria nascido...

Quando chego a esta época do ano, eu me pego pensando nas escolhas que fiz, e nas que tenho que fazer todos os dias... Cada uma delas indicando um novo rumo em determinado assunto... Eu enfraqueço um pouco... Porque nem tudo saiu do jeito que eu planejei... Porque tudo saiu às avessas... Porque eu me recusei a crescer algumas vezes... Porque eu não quis correr atrás... Outras vezes, a escolha não foi a melhor por justamente correr atrás... E continuo tendo de escolher...

Eita, difícil esta vida de escolhas!

Eu estou entre aquilo que sinto que preciso fazer e aquilo que não quero fazer, e isso está partindo o meu coração.” [adaptado]

O fato de não escolher em si mesmo já é uma escolha, então, é melhor que eu não me abstenha, e tenha coragem de errar de novo, se for o caso... Mas que dói, dói, e não nego isso. Não mesmo. Pessoas crescem por ser parte do desenvolvimento, outras... Porque caem do coqueiro de ilusões que criaram...

Sei de onde me vem movimento. Mas não sei pra onde este movimento me levará... Espero que eu consiga ajustar as velas pra direção tranqüila desta vez...

sábado, 8 de setembro de 2007

Iniciando aqui...

O que eu estou segurando com minhas mãos são gotas de tempo...Suavemente, eu as seguro...
Estas recordações esquecidas e as palavras perdidas...


Começar é sempre estranho pra mim. Comecei me perdendo nos blogs de amigas, e pulava de um pra outro, sempre "querendo” fazer um e nunca "tentando” fazer...

Bom, não posso negar que pelo menos tentei. [clichê...]

Hoje, então, eu me enchi de coragem pra começar... Como eu já estava com o nome do blog há tempo na cabeça, uma música veio incontinente à minha mente, e deixei uns versos traduzidos dela... Não estão ao pé da letra, mas o que elas significaram pra mim.

Voltando ao começo... ou terminando, que eu possa encontrar palavras para perder-me em minhas divagações e fazer encontrar a quem interessar possa [nossa, viajei agora...]

Acho que é isto...

Até...